A MELHOR BLACK FRIDAY! Ofertas novas todos os dias! Acompanhe a categoria "Black Friday" para não perder nada!

Vinhos da Marca Taylor's

Vinhos do Porto

De Churchill's a Taylor's

Originário na região do Douro, o Vinho do Porto é um dos vinhos de sobremesa mais importantes do mundo; há séculos o vinho de maior importância de Portugal. Abaixo uma seleção dos melhores Vinhos do Porto. Quer tirar suas dúvidas? Como tomar Vinho do Porto? Quais tipos de Vinho do Porto? Quanto tempo dura o Vinho do Porto após aberto? Leia a matéria completa.

LEIA MAIS

Para os verdadeiros amantes de Vinho do Porto

A Sonoma possui uma vasta carta com os melhores rótulos de vinhos o porto. Acesse nossa seleção e saboreie os melhores vinhos.

APROVEITE NOSSA SELEÇÃO
Vinho do porto

Vinho do Porto: uma breve história

A região do Douro faz vinho desde a época do império romano, há evidência arqueológica de tonéis e lagares para a produção da bebida que datam do século III. O vinho do Porto, porém, começou a ser produzido no século XVII, principalmente para exportação para o mercado inglês.

Foi tanto o consumo do país que a cidade do Porto foi fundada onde o rio Douro se encontra com o Mar Atlântico, para permitir a armazenagem, comércio e exportação dos Vinhos do Porto. O vinho, portanto, foi batizado com o nome da cidade: virou “Vinho do Porto,” ou simplesmente, “Porto.”

O que é Vinho do Porto, mesmo?

O vinho do porto é um vinho licoroso, produzido especificamente na Região Demarcada do Douro, no norte de Portugal, que recebe a adição de aguardente vínica, um destilado feito de vinho, durante o seu processo de elaboração. No caso do vinho do Porto a receita tradicional é utilizar brandy como fortificante; o objetivo de adicioná-lo durante ou após a fermentação é aumentar sua graduação alcoólica.

Com a adição da brandy durante a fermentação, o processo de fermentação é interrompido, pois as leveduras morrem devido ao alto grau de álcool. Justamente assim a doçura do vinho do porto é atingida: o vinho fica com uma quantidade maior de açúcar residual que não transforma em álcool por meios de fermentação, e com uma graduação alcoólica elevada pela adição da aguardente, geralmente entre 18% a 23%..

Interessante que o método de vinificação também também tem a ver com a história. Os vinhos que

saiam inicialmente do Douro, lá no século 17, com destino à Inglaterra, não tinham a intenção de ser fortificados.

Na época, não se tinha conhecimento sobre sulfitos e outros conservantes, e a maneira encontrada para preservar o vinho até o seu local de desembarque era, justamente, acrescentar uma dose de aguardente vínica.

Era uma quantidade pequena, que girava em torno dos 3% e não fazia diferença expressiva no vinho. Isso até a safra de 1820, considerada excepcional, rendeu vinhos naturalmente mais doces que de costume. A doçura caiu muito no gosto dos ingleses e os vinhos venderam tão bem que os portugueses começaram a aumentar a quantidade de aguardente, de modo a interromper a fermentação e deixá-los ainda mais doces.

Quais são os tipos de Vinho do Porto?

Os principais tipos ou estilos de Vinho do Porto que existem são: Tawny, Ruby, Branco, Reserva, Colheita, LBV, e Vintage. Todos os vinhos do porto podem ser feitos de diversas uvas. Tinta Barroca é quem traz mais álcool, corpo e aromas, assim como a Tinta Roriz, conhecida na Espanha como Tempranillo.

Por sua vez, a Tinta Cão traz maior delicadeza ao vinho, e às vezes dá um toque picante. Já a Touriga Francesa empresta aromas florais e a Touriga Nacional, variedade mais importante, contribui com cor, complexidade e estrutura e os aromas e sabores mais marcantes da bebida.

Vinho do Porto Tawny

O Vinho do Porto Tawny é feito no estilo de vinho já envelhecido e pronto para tomar. Durante o estágio em barricas de carvalho é feito uma troca de barricas, expondo o vinho ao oxigênio durante o processo. Após o engarrafamento ganha pouca complexidade na guarda e está mais pronto para tomar. A tonalidade tende a ser mais clara do que o Ruby, com aromas de frutas secas e nozes.

Vinho do Porto Reserva

O Vinho do Porto Reserva é uma mistura de vinhos de qualidade premium muitas vezes envelhecidos um pouco mais do que um rubi básico antes do engarrafamento, resultando em um porto rico e satisfatório. Um Tawny Reserva é um blend que passou cerca de sete anos em madeira e costuma ter um valor excelente em comparação com vinhos engarrafados com indicação de idade.

Vinho do Porto Branco

O Vinho do Porto Branco é feito no estilo do Vinho do Porto Ruby porém com uvas brancas. A maioria é engarrafada jovem, mas alguns brancos são capazes de envelhecer e agora podem ser engarrafados com as mesmas indicações de idade que os do Porto Tawny ou Colheita.

Vinho do Porto Colheita

O Vinho do Porto Colheita é um vinho de um único ano, envelhecido em madeira por um período mínimo de sete anos antes do engarrafamento, altura em que o vinho começa a adquirir as características de um Tawny. A maioria dos Vinhos do Porto Colheita envelhecem muito mais tempo e, com uma gestão cuidadosa, podem ser engarrafados após 50 ou 100 anos. Duas datas aparecem no rótulo: o ano da colheita e o ano do engarrafamento. O último é significativo porque o vinho geralmente não melhora na garrafa (embora após envelhecimento prolongado em madeira também não se deteriora rapidamente).

Vinho do Porto Tawny Envelhecido

A ‘rainha’ do Vinho do Porto (o rei é o Porto Vintage). O envelhecimento é de vital importância: enquanto um Porto Vintage amadurece em grandes cubas de madeira e depois em garrafa, os Tawnies amadurecem em pequenos cascos (pipas de 600 a 640 litros).

Os vinhos passam por um processo constante de oxidação e esterificação controlada, à medida que a cor vai do rubi opaco e profundo para o laranja-âmbar-tawny. A mistura de um tawny envelhecido é um processo contínuo. Os vinhos reservados inicialmente são muitas vezes marcados com o ano da colheita (‘Colheita’), mas à medida que o enólogo faz novas combinações seguidas por combinações de combinações, as características dos vinhos das safras individuais gradualmente se fundem com o estilo da casa.

Os Tawnies envelhecidos podem ser engarrafados com a indicação da idade: 10, 20, 30 e 40 ou acima de 40 anos sendo as categorias oficialmente permitidas. O estilo 10 Anos é o ma is consumido mundialmente.

Vinho do Porto LBV (Late Bottled Vintage)

Late-Bottled Vintage significa exatamente o que diz no rótulo: vinho de um único ano engarrafado entre quatro e seis anos após a safra. Produzido em volumes muito maiores do que o clássico vintage ou SQVP, surgiram dois estilos diferentes de Porto LBV.

O estilo moderno da LBV foi fundado pela Taylor's em meados da década de 1960 e rapidamente se tornou um sucesso comercial. Estes vinhos são envelhecidos em grandes cubas e sujeitos a colagem e filtração antes do engarrafamento. Também existem não filtrados. Os vinhos não filtrados são mais estruturados e encorpados do que os LBVs tratados, e têm capacidade para envelhecer de cinco a 10 anos em garrafa. Eles são engarrafados com uma rolha de cortiça parecida a uma garrafa de vinho (ao contrário da rolha de cortiça sintética utilizada para os portos LBV feito para consumo imediato).

Vinho do Porto Vintage

O ápice do vinho do Porto, apenas 2- 3% da produção. A habilidade de fazer um grande Porto vintage vem da seleção cuidadosa de pequenos lotes (parcelas) de vinho dos melhores locais, feitos com uvas colhidas em maturação ideal após uma safra excelente. Estas uvas têm de ser muito bem trabalhadas durante a vinificação. Após a colheita, o produtor pode optar por declarar uma “vintage”. Geralmente apenas 3 ou 4 por década são declaradas.Antes de um Porto poder ser engarrafado em regime de “vintage”, deve ser submetido ao IVDP (Instituto do Vinho do Porto e do Douro) para aprovação. Atinge o seu auge geralmente entre 20 e 40 anos de idade, nos melhores casos 80 anos ou mais. Quem nasceu em uma das grandes safras do pós-guerra de 1945, 1955, 1963, 1966 e 1970 tem um vinho para acompanhá-lo por toda a vida!

Quanto dura o vinho do porto após aberto ?

  • Vintage: 3-4 dias

  • Late Bottled Vintage (LBV): de 1 a 2 semanas

  • Ruby, Ruby Reserva e Brancos: de 10 - 20 dias

  • Tawny e Tawny Reserva: de 2 a 3 meses

  • Tawny e brancos com Indicação de Idade (10,20,30,40): de 2 a 4 meses

  • Colheita: de 2 a 4 meses (os mais novos, menos tempo, os mais velhos, mais tempo)

Qual é a taça para Vinho do Porto?

Vinhos fortificados normalmente são servidos em taças menores, chamadas taças ISO ou taças de degustação, ou também taças de vinho de sobremesa. Além de pequenas, estas taças possuem bojo mais estreito e borda mais fechada, que direciona o vinho para a ponta da língua, região que detecta os sabores doces.

Porém é importante sempre entender que o importante é a gente sempre usar a taça de que mais gostamos, o qual sentimos confortável. A recomendação é pegar a taça pela haste não pelo bojo, pois a mão aquece o vinho e aumenta o impacto da álcool, deixa desequilibrado

O vinho do porto é um mundo incrível! Vamos explorá-lo?

A Sonoma possui uma vasta carta com os melhores rótulos de vinhos o porto. Acesse nossa seleção e saboreie os melhores vinhos.

APROVEITE NOSSA SELEÇÃO
Quer ajuda? Estamos à disposição para atendê-los nos seguintes horários:
Chat

Segunda à Sexta-feira de 9:00 às 18:00
Sábados e Domingos: Desligado.
Atendimento apenas por telefone e WhatsApp

Emailsuporte@sonoma.com.br

Disponível 24 horas.

televendas11 4280-9371

Segunda à Sexta-feira de 9:00 às 18:00
Sábados das 10:00 às 18:00
Domingos das 11:00 às 16:00

WhatsApp(11) 9.9263-9957

Segunda à Sexta-feira de 9:00 às 22:00
Sábados das 10:00 às 18:00
Domingos das 11:00 às 16:00

Consultor Especialista

Segunda à Sexta-feira de 10:00 às 18:00

Desenvolvido por Mktnow