ANTONIO GAUDIOSO AMARONE DELLA VALPOLICELLA DOCG 2017

Valpolicella, Itália
Valpolicella, Itália

ANTONIO GAUDIOSO AMARONE DELLA VALPOLICELLA DOCG 2017

Envolvente e expressivo, um Amarone que seduz admirados e conquista novos adeptos, experimente!

Selos e premiações

  • S 92

Harmonize com

  • CarnesCarnes
  • PizzasPizzas

Melhor custo/benefício

Quantidade
Vendido e entregue por: Sonoma Market

Teor Alcoólico

15.00%

Descanso

120 min

Tempo de Barrica

24 meses

Temperatura

18.00 °C

Uva/Corte

  • Corvina
  • Rondinella
  • Corvinone

Sobre o produto

Envolvente e expressivo, este lindo Amarone della Valpolicella DOCG seduz seus admiradores e conquista novos adeptos.

Um tinto único em todo o mundo, a começar por seu processo de vinificação conhecido como “ripasso”, que faz com que o Amarone seja também um dos vinhos mais difíceis e caros de se produzir do mundo.

Este lindo exemplar da 2017 oferece instigantes aromas de geleia frutas pretas e vermelhas, chocolate ao leite, licor de amarena, alcaçuz, café e um toque floral.

No paladar é complexo e harmonioso, repetindo as notas do nariz com um toque de dulçor que envolve a boca, em meio a taninos finos e marcantes. Uma deliciosa experiência, com um toque final de groselha e chocolate amargo.

Como indica um belo Amarone, este seguirá evoluindo pelos próximos 10 anos na adega. Para apreciá-lo hoje, recomendamos que o vinho respire no decanter por cerca de 2 horas.

Harmoniza perfeitamente com um bife ancho de Wagyu, costela no bafo ou um risoto de cogumelos combinado com ossobuco.

92 Pontos - Sonoma

História

Registros indicam que a região de Valpolicella, no Vêneto, já produzia vinhos desde o Império Romano. Naquela época, o Recioto della Valpolicella era a grande estrela.

Hoje, o Amarone della Valpolicella é o vinho mais prestigiado da região, por sua excelência e singularidade. Por tradição, a longa maturação da fruta resulta em baixíssimo rendimento e alta concentração de açúcar residual. Após a colheita, as uvas secam em tapetes de palha em salas controladas por umidade. Após 3 ou 4 meses, ao perder parte do seu volume original, essas uvas “passificadas” finalmente são fermentadas e passam por um período de, no mínimo, dois anos em barricas de carvalho antes de ser engarrafado, resultando em um vinho poderoso, longevo e único.

Whats App Message