VIÑA AQUITANIA CARMÉNÈRE 2021

Chile
Chile

VIÑA AQUITANIA CARMÉNÈRE 2021

Carménère chileno com sotaque francês, assinado por grandes nomes de Bordeaux e Champagne.

Harmonize com

  • CarnesCarnes
  • MassasMassas
  • VegetarianosVegetarianos
  • AvesAves
  • QueijosQueijos

Melhor custo/benefício

Quantidade
Vendido e entregue por: Sonoma Market

Teor Alcoólico

14.00%

Descanso

15 min

Tempo de Barrica

4 meses

Temperatura

18.00 °C

Uva/Corte

  • Carmenère
  • Cabernet Sauvignon

Sobre o produto

Depois de alguns experimentos com a Carménère, os “quatro mosqueteiros”, como costumam se chamar os quatro grandes enólogos e fundadores da Viña Aquitania, não estavam satisfeitos com o resultado da uva em seu principal vinhedo em Peñalolen. Viajaram pelo Chile em busca da melhor expressão da uva, chegando à parte mais fria do Vale do Colchagua. Lá, conseguiram encontrar um Carménère maduro, mas com elegante sotaque francês.


Este tem cor violeta e nariz que dá destaque às frutas maduras. Depois de um tempo em taça, se abre em aromas de pimentão vermelho grelhado, geleia de amora com toques de cardamomo e eucalipto. O vinho faz breve estágio em carvalho francês, o que traz ainda mais refinamento e elegância para este Carménère.


Seu paladar é intensamente frutado, com taninos macios e acidez refrescante. Seu longo final tem refrescante sabor de eucalipto e pimenta branca, fazendo ótimo dueto com uma pizza de calabresa artesanal ou com um espaguete com almôndegas. Elegante e jovial, redondo e quente, potente e generoso. Um Carménère assinado por grandes nomes do mundo dos vinhos e com fantástica relação qualidade-preço.

História

Os renomados enólogos de Bordeaux Bruno Prats, do Château Cos-d'Estournel, e Paul Pontallier, do Château Margaux, foram ao Chile nos anos 1980 para buscar um terroir ideal para dar vida a um vinho chileno de peso, fruto da parceria entre os dois. Lá, juntaram-se ao enólogo chileno Felipe de Solminihac, considerado Enólogo Lenda por Tim Atkin em 2021, que os ajudou a encontrar a Quebrada de Macul, em Peñalolen, aos pés da Cordilheira dos Andes e no coração do Vale do Maipo.


Depois de começarem os primeiros experimentos com a Cabernet Sauvignon, chegou o quarto integrante da sociedade: o agrônomo Ghislain de Montgolfier, da Bollinger.


Agora, sim, no início dos anos 2000, foram formados os quatro mosqueteiros que fundaram a conhecida Viña Aquitania como conhecemos hoje. O nome da vinícola deu-se em homenagem à região francesa da Aquitânia (ou Aquitaine, em francês), onde hoje fica Bordeaux. Não à toa, eles já sabiam que estavam descobrindo um novo Grand Cru do Chile: a Quebrada de Macul, em Peñalolen.

Alykhan Karim

Curador(a)

Alykhan Karim
Whats App Message