VILLALOBOS VIÑEDO SILVESTRE CARIGNAN LIMITED EDITION (NATURAL) 2018

Valle del Colchagua, Chile
Valle del Colchagua, Chile

VILLALOBOS VIÑEDO SILVESTRE CARIGNAN LIMITED EDITION (NATURAL) 2018

A melhor safra deste lindo Carignan de vinhas velhas que esbanja vivacidade e leveza, com 93 Pts Parker!

Selos e premiações

  • Natural
  • RP 93

Harmonize com

  • CarnesCarnes
  • MassasMassas
  • PeixesPeixes
  • VegetarianosVegetarianos
  • ÁrabeÁrabe
  • AvesAves

Melhor custo/benefício

Quantidade
Vendido e entregue por: Sonoma Market

Teor Alcoólico

12.00%

Tempo de Barrica

18 meses

Temperatura

16.00 °C

Uva/Corte

  • Carignan

Sobre o produto

Com leveza e vivacidade, este lindo tinto entrega excelente tipicidade e a personalidade de seus produtores, o artista plástico Enrique Villalobos (autor do desenho do rótulo) e sua esposa, Rita Encina. Um achado!

Um varietal 100% Carignan de vinhas velhas com aproximadamente 80 anos de idade, plantadas originalmente na década de 40, afetadas pelo frescor dos ventos da Corrente de Humboldt, na localidade de Lolol.

Fermentado espontaneamente com leveduras nativas, o vinho passa por carvalho francês neutro e também não é filtrado, expressando com exuberância a pureza do terroir.

Surpreendente, impactou a todos em recente degustação com seus instigantes aromas de amoras silvestres, pitangas, morangos, ervas aromáticas e jalapeño.

No paladar é uma explosão de sensações, que confirmam as percepções do nariz e enriquecem a experiência com uma acidez vivaz e deliciosa, taninos leves e macios e um final persistente de quero mais. Incrível!

Harmoniza com excelente companhia, playlist, carnes brancas como frango, coelho e rã grelhada, capeletti recheado com molho de queijos e peixes de água doce assados na brasa.

93 Pontos - Robert Parker - “O tinto Viñedo Silvestre Carignan 2018 foi criado com uvas de uma vinha plantada na década de 1940, que foi abandonada na década de 1970 e cultivada em estado selvagem até ser recuperada pela família Villalobos. Naquela época, as vinhas já haviam subido em árvores e dividido o espaço com centenas de plantas nativas. Resolveram então manter assim e apenas vinificar as uvas que dão um vinho sutil, com uma cor pálida e um nariz extraordinário. que explode com aromas a ervas silvestres, flores, muito pólen, carnes curadas e cereais maltados. 2018 foi um ano fresco que entregou um vinho de grande frescura e álcool moderado. De corpo médio, mas suculento, com taninos muito finos e um final longo. Esta é a melhor safra até agora deste vinho. Bravo! Tem uma vinificação simples com leveduras indígenas e um estágio em barricas de carvalho neutro bem temperadas durante 18 meses”.

92 Pontos - Descorchados A família Villalobos tem Carignan na região de Lolol. Trata-se de um vinhedo selvagem, onde as vinhas trepam por árvores. Desse lugar, Villalobos têm produzido Carignan desde 2007 (a primeira colheita comercial foi 2009), de forma intuitiva, sem conhecimentos técnicos. Hoje já produzem umas dez mil garrafas desse vinho que, em seu momento, mostrou um caminho completamente novo para a variedade no Chile. E esse caminho não mudou. Segue sendo leve, de acidez intensa, com toques terrosos; um vinho refrescante a meio caminho entre um tinto e um rosé, e um clássico chileno natural para matar a sede.

91 pontos - Tim Atkin

História

Os vinhedos selvagens da Villalobos – Viñedos Silvestres, estão instalados na zona costeira do tradicional Vale de Colchagua, a 30 km do Oceano Pacífico, uma região costeira seca característica, com dias quentes de verão e noites curtas e frescas.

A área, próxima à vila de Ranguili, recebeu seus primeiros parreirais entre 1940 e 1950. Pelo menos 300 hectares das variedades Carignan e Sémillon foram cultivados, mas logo abandonados. Em 1978, a família do respeitado artista plástico chileno Enrique Villalobos adquiriu o terreno com intenção de montar um negócio florestal, sem dar qualquer importância às vinhas com uvas tintas que persistiam no local.

A preocupação em chegar à produção de um vinho único pelas suas qualidades e pela sua particular cepa Carignan, quase desaparecida do território nacional, deu origem à adega Villalobos. Esta é fundada na oficina de escultura de Enrique Villalobos no Vale dos Artistas.

O objetivo da vinícola é produzir vinhos anuais que refletem as condições da temporada e suas qualidades. Aproveitando a particularidade única, orgânica e selvagem das vinhas velhas que dão a oportunidade de colher uvas em condições muito afinadas e harmonizadas com os sabores e aromas da zona rural chilena.

Consideram também de grande importância o respeito incondicional pelo meio ambiente onde são produzidas as uvas, as operações de manuseamento são feitas com cavalos e alguns meios de controle de ervas, com enxadas. As colheitas são manuais, entre amoreiras, mosquetes e roseiras, tarefas muito lentas devido às condições especiais das vinhas.

A vinificação da vinícola Villalobos é lenta e natural em barricas de carvalho francês, que permite a eles produzir um vinho em quantidades controladas e edições limitadas, possuindo ótimas condições, que sem dúvida merecem ser totalmente apreciadas.

Gustavo Jazra

Curador(a)

Gustavo Jazra
Whats App Message