VINHAS DO CARNEIRO BRANCO 2020

Lisboa, Portugal
Lisboa, Portugal

VINHAS DO CARNEIRO BRANCO 2020

Floral e repleto de frescor, um blend de Fernão Pires e Arinto com ares do microclima mediterrâneo que surpreende pela excelente relação valor x qualidade.

Selos e premiações

  • bestSellers
  • AD 90

Harmonize com

  • PeixesPeixes
  • VegetarianosVegetarianos

Melhor custo/benefício

Quantidade
Vendido e entregue por: Sonoma Market

Teor Alcoólico

8.00%

Temperatura

8.00 °C

Uva/Corte

  • Fernão Pires
  • Arinto

Sobre o produto

Alenquer é uma das 9 Denominações de Origem da região de Lisboa, um privilegiado terroir com nítidos atributos do microclima do Mediterrâneo e que nesta safra atingiu uma excepcional qualidade da fruta.

Blend das brancas Fernão Pires e Arinto, o vinho não passa por barricas de carvalho e preserva a pureza e o frescor das uvas. De brilhante coloração amarelo palha, oferece instigantes aromas e sabores de frutas tropicais, especialmente abacaxi grelhado, e nuances florais - característica da cepa Fernão Pires. No paladar é harmonioso, com excelente acidez e frescor - marca da Arinto. Um branco para todas as horas, delicioso!

Combina muito bem com amizade e leveza, ideal com peixes delicados, tábua de queijos e embutidos ibéricos e saladas agridoces. 90 Pontos - Revista Adega - Branco composto a partir de Fernão Pires, Arinto e Moscatel Galego Branco, sem passagem por madeira.

Versátil e fácil de agradar, mostra frutas brancas e de caroço acompanhadas de notas florais e de ervas. Fresco, tem ótima acidez, boa textura e final médio, com toques cítricos e de pêssegos, que convidam a uma segunda taça.

90 Pontos - Revista Adega

"Branco composto a partir de Fernão Pires, Arinto e Moscatel Galego Branco, sem passagem por madeira. Versátil e fácil de agradar, mostra frutas brancas e de caroço acompanhadas de notas florais e de ervas. Fresco, tem ótima acidez, boa textura e final médio, com toques cítricos e de pêssegos, que convidam a uma segunda taça. Álcool 12,5%."

História

Localizada na Denominação de Origem de Alenquer, uma das 9 da região de Lisboa, a Quinta do Carneiro tem esse nome devido ao seu antigo proprietário, o quarto Conde de Lumiares, Carneiro e Sousa.

Entre os séculos XVIII e XIX, a propriedade dedicou-se principalmente à produção de uvas para produção de vinho. Em 1984 foi constituída a Sociedade Agrícola do Carneiro, cujo terreno se estende por 50 hectares de solo argiloso-calcário e se beneficia de um clima influenciado pelo Atlântico e pelo Mediterrâneo.

A adega construída em 1991 concentra todo o processo de vinificação do vinho, elaborado pela vinícola do cacho à garrafa.

Encontramos outros produtos que você pode gostar!
Whats App Message