STÉPHANE AVIRON BEAUJOLAIS MORGON CÔTE DU PY VIEILLES VIGNES 2020

Beajoulais, França
Beajoulais, França

STÉPHANE AVIRON BEAUJOLAIS MORGON CÔTE DU PY VIEILLES VIGNES 2020

Um Beaujolais Cru, feito por um dos melhores produtores da região, fruto de vinhas de mais de 35 anos. Experimente!

Selos e premiações

  • S 93

Harmonize com

  • CarnesCarnes
  • MassasMassas
  • VegetarianosVegetarianos
  • QueijosQueijos

Melhor custo/benefício

Quantidade
Vendido e entregue por: Sonoma Market

Teor Alcoólico

13.00%

Tempo de Barrica

12 meses

Temperatura

16.00 °C

Uva/Corte

  • Gamay

Sobre o produto

Localizado no norte de Beaujolais, Morgon é um dos seus Crus mais famosos - a sub-região vê nascer as maiores expressões da Gamay no mundo. Diferentemente de Beaujolais Nouveau, versão mais simples e fresca, feita para ser consumida ainda jovem, em Morgon a Gamay se parece mais com a Pinot Noir da Borgonha. Tem mais estrutura, complexidade aromática sedutora e longevidade.

E a Côte du Py, uma pequena colina no coração de Morgon, é conhecida por ser o melhor terroir dentro de Morgon, plantada há séculos, o Côte du Py. "Um dos melhores vinhedos Cru de Beaujolais", nas palavras de Roger Voss, da Wine Enthusiast, falando da Côte du Py.

Tem solo vulcânico altamente rochoso - um dos solos mais antigos de Beaujolais, com cerca de 400 milhões de anos de idade -, garantindo ainda mais estrutura e longevidade a seus vinhos.

As vinhas orgânicas e biodinâmicas têm idade entre 33 e 55 anos, e produzem uvas com baixíssimo rendimento - mas, em contrapartida, alta concentração de açúcares, aromas e sabores.

Essas uvas foram colhidas manualmente e vinificadas em tanques de aço inox, depois envelhecidas em barricas de carvalho por 11 meses usando técnicas tradicionais da Borgonha.

O resultado é excepcional. Um vinho de coloração púrpura bem escura na taça (nada translúcido, como muitos esperariam encontrar em Beaujolais). Seu nariz é exuberante e complexo, exibindo aromas de cereja silvestre, licor de cereja, sous-bois, chão de floresta, pétalas de violeta, pedra partida… O vinho não para de se abrir e certamente evoluirá ainda mais uma década na adega.

Seu paladar é leve e banhado por acidez fresca, mas é profundo e dono de estrutura tânica leve, mas presente.

Um grande Beaujolais! A leveza pela qual a casta Gamay é conhecida está engarrafa perfeitamente neste rótulo, contudo há uma profundidade e complexidade na taça que deixará os enófilos mais experientes em admiração.

Grande expressão da Gamay em Morgon! Ótima oportunidade para quem busca por vinhos tintos mais leves para a adega do verão. Acompanha muito bem steak tartare, atum selado em crosta de pistache ou tagliarini com trufa ralada.

História

Stéphane Aviron faz parte da nova geração que está agitando a região de Beaujolais, com novas ideias e qualidade impecável. Grande conhecedor dos melhores terroirs, criou sua vinícola em dezembro de 2000, em Lancié, vilarejo entre Villié-Morgon e Fleurie.

Os resultados podem ser vistos não apenas no Morgon, um Cru de Beaujolais, mas também no Villages. Em 4 hectares de vinhedos, com vinhas bastante antigas, Stéphane Aviron adota a agricultura sustentável e técnicas clássicas da Borgonha.

Os vinhos de Beaujolais são divididos em três categorias: Beaujolais, Beaujolais Villages e os Crus de Beaujolais, que são dez, entre os quais está Morgon. Côte du Py é um dos seis climats de Morgon, o mais prestigioso, cujos vinhos podem envelhecer bem por 10 anos ou mais.

Whats App Message