DOMAINE JAEGER-DEFAIX RULLY VILLAGE 2019

França
França

DOMAINE JAEGER-DEFAIX RULLY VILLAGE 2019

Um clássico da Borgonha, de cultivo orgânico e altamente encantador. Não deixe de conhecê-lo!

Harmonize com

  • CarnesCarnes
  • VegetarianosVegetarianos
  • ÁrabeÁrabe
  • AvesAves

Melhor custo/benefício

Quantidade
Vendido e entregue por: Sonoma Market

Teor Alcoólico

0.00%

Tempo de Barrica

15 meses

Temperatura

16.00 °C

Uva/Corte

  • Pinot Noir

Sobre o produto

Borgonha, a região onde a querida Pinot Noir atinge seu ápice no Velho Mundo, é justamente a casa do especialíssimo Domaine Jeager-Defaix, onde esse tinto foi elaborado.

Os vinhedos onde foram cultivadas as uvas usadas neste vinho ficam na aldeia de Rully, ao sul da Borgonha. Localizadas em Vorot lieu-dit, as vinhas (que hoje tem pelo menos 30 anos) são cultivadas organicamente há décadas.

Para a elaboração deste Pinot, não são usadas todas as uvas produzidas na parcela. Existe uma criteriosa triagem feita vinha a vinha na hora da colheita e, novamente, antes de se iniciar a produção.

Para aportar estrutura, complexidade e maior longevidade, este vinho foi envelhecido em barris de carvalho de segundo a quarto uso por 15 meses.

O resultado foi um tinto de cor rubi brilhante e nariz frutado, com cereja e framboesa, amora silvestre e nuances que remetem a fazenda e terra molhada.

Em boca resume muito bem o que é um Pinot Noir da Borgonha: é elegante, fino, delicado, com acidez brilhante e taninos da melhor qualidade!

Harmoniza perfeitamente com cortes de carne de vaca, de caça (cervo e veado), vitela e aves.

História

Em outubro de 2002, Hélène Jaeger-Defaix assumiu o comando de uma parcela de vinhedos Rully 1er Cru Mont-Palais Blanc (no sul da Borgonha). Vinhedo esse que costumava pertencer à sua tia-avó Henriette Niepce.

Este lote faz parte de uma grande fazenda vinícola inteiramente situada em Rully 1er Cru Blanc e Rouge, que Hélène gostaria gerir inteiramente no futuro para dar continuidade à tradição vinícola da família Niepce, viticultores desde o século XVI.

Henri Niepce, bisavô de Hélène, é uma das grandes figuras de Rully. Ele contribuiu enormemente na década de 1930 para que Rully obtivesse a classificação de AOC (appellation d'origine contrôlée) e pudesse construir sua fama.

Localizado na Côte Chalonnaise, no sul da Côte de Beaune, Rully é um vinhedo de 330 hectares. Em novembro de 2003, Hélène assumiu um segundo lote situado em Rully 1er cru Préaux Rouge. Ali fez a primeira colheita em 2004. Desde o início de 2005, administra integralmente a propriedade, que tem 4,50 hectares no mais prestigiado primeiro Cru de Rully.

Whats App Message