Quinta do Crasto Vinha Maria Teresa 2017

DOC Douro, Portugal
DOC Douro, Portugal

Quinta do Crasto Vinha Maria Teresa 2017

Exuberante! Blend de 50 castas com mais de 100 anos de idade, #3 entre os Top 10 Ícones de Portugal pela Decanter, com 97 Pontos. Um privilégio!

Selos e premiações

  • D 97
  • RP 96

Harmonize com

  • CarnesCarnes
  • VegetarianosVegetarianos
  • AvesAves

Avise-me

Teor Alcoólico

14.00%

Descanso

60 min

Tempo de Barrica

20 meses

Temperatura

18.00 °C

Sobre o produto

* Venda antecipada, detalhes no final.


Exuberante! Uma joia da Quinta do Crasto e #3 entre os Top 10 ícones de Portugal pela Decanter, com 97 Pontos. Blend com mais de 50 castas de 100 anos de idade da singular “Vinha Maria Teresa”, assinado pelo renomado enólogo Manuel Lobo.

“Maria Teresa” é uma homenagem à primeira neta de Constantino de Almeida (fundador da Quinta do Crasto), uma vinha centenária com 4,7 hectares.

Este exemplar da excepcional safra 2017, considerada única no Douro, foi a última deste tinto ícone, elaborado somente em anos muito especiais e com minúscula produção. Para muitos apreciadores, é considerado um dos grandes vinhos de Portugal e um verdadeiro privilégio.

Blend com mais de 50 castas (já identificadas), com mais de 100 anos de idade, que amadureceu em barricas novas de carvalho, sendo 90% francês e 10% americano, por aproximadamente 20 meses, aportando ao vinho estrutura e longevidade.

De profunda cor rubi, impressiona o olfato pela incrível complexidade de aromas de esteva, frutas silvestres e especiarias, além da exuberante frescor e mineralidade.

No paladar se expressa com elegância e perfeita harmonia, com taninos aveludados e notas de frutas do bosque. Um tinto com tipicidade singular, envolvente e com longa persistência. Com muita vida pela frente, seguirá evoluindo pelos próximos 15-20 anos.

Harmoniza impecavelmente com excelente companhia, cordeiro com ervas, bife ancho de wagyu, escalope de avestruz ao molho de ervas e arroz de pato.

97 Pontos - Decanter

Esta potente expressão de Vinha Maria Teresa (uma parcela de 4,7 ha) é carregada com extrato seco. Esculpido sob o espartilho de carvalho perfumado e camadas de tanino de cascalho se esconde um poço sem fundo de frutas vermelhas e azuis, groselha preta e ameixa. Com tempo para respirar, a fruta funde-se com o carvalho cremoso e o alcaçuz picante, e surgem notas de semente de coentro esmagado. Potencial glorioso.

96 Pontos - Robert Parker

O Vinha Maria Teresa 2017, field blend proveniente de vinhas centenárias, estagiou 20 meses em carvalho novo (90% francês, 10% americano). Esteve em garrafa apenas cerca de um mês quando foi provado. Seu poder é lindamente controlado. Nunca parece muito adstringente, mesmo que às vezes seja forte. Claro, Maria Teresa sempre tem uma estrutura linda. A chave deste engarrafamento é tipicamente a sua personalidade, a sua fruta viva, os seus aromáticos. A fruta deste ano é linda, deliciosa, muito madura e com final persistente e envolvente. No dia seguinte ainda estava emocionante e com um final muito longo. Está a caminho de ser outra grande Maria Teresa, a única questão é quão grande. Para isso precisaremos de um pouco de tempo na adega. Embora possa acabar acessível mais cedo, é aconselhável não desperdiçar este vinho de pequena produção; dê-lhe alguns anos de descanso, pelo menos.


*Uso de cupom não é válido para essa oferta.

*A venda antecipada do Sonoma Market permite trazer vinhos raros em pequenas quantidades e oferecê-los a valores extremamente atraentes. Não é possível garantir uma data de entrega. Estimamos que a entrega aconteça em Janeiro/ Fevereiro de 2024.

História

O Crasto que a Quinta ostenta no nome é uma referência a um vinhedo murado datado do fim do Império Romano, cujas ruínas estão na propriedade do Roquettes. A Quinta é uma das da modernas vinícolas portuguesas e uma verdadeira sensação do Douro.

Tomás Roquette, um dos proprietários da Quinta do Crasto, é um desses "boys", e podemos sentir o efeito dessa filosofia ao abrir uma garrafa dos seus vinhos.

A vinícola está situada na margem direita do rio Douro, entre Régua e Pinhão, na sub-região do Cima Corgo. São aproximadamente 135 hectares, dos quais 74 ocupados por vinhas que produzem vinhos do Douro e do Porto, com algumas delas entre as mais antigas da região, como a Vinha Maria Teresa.

A Quinta do Crasto também possui uma propriedade na sub-região do Douro Superior, a Quinta da Cabreira, onde elabora os vinhos da linha Superior.

Gustavo Jazra

Curador(a)

Gustavo Jazra

Pré Venda

A pré-venda (venda antecipada) permite a Sonoma importar vinhos raros em poucas quantidades e oferecê-los a valores muito atraentes.

Comprando em nossa venda antecipada, nossos clientes tem a vantagem de obter vinhos premium e raros achados, muitas vezes disponíveis em quantidades pequenas e por alocação, a valores 30% - 70% abaixo os praticados no mercado brasileiro. Pela importação direta do Sonoma Market e pelo sistema de lotes, as vezes com o 1˚ lote oferecido ao nosso valor de custo, esta economia vira uma realidade.

Para vinhos oferecidos na venda antecipada o prazo médio de entrega é de 30 - 150 dias úteis, porém pode variar para mais ou para menos conforme os processos de cada importação.

Para mais informações clique aqui.

Frete grátis e cupons não aplicáveis ofertas de venda antecipada.

Whats App Message