CHAMPAGNE LELARGE-PUGEOT “LA CÔTE DES GLAISES” COTEAUX CHAMPENOIS 2020

Champagne, França
Champagne, França

CHAMPAGNE LELARGE-PUGEOT “LA CÔTE DES GLAISES” COTEAUX CHAMPENOIS 2020

Surpreendente vinho laranja da região de Champagne, feito 100% a partir da Chardonnay macerada com as cascas. Para abrir os horizontes e acompanhar os mais diversos pratos à mesa.

Selos e premiações

  • organico

Harmonize com

  • CarnesCarnes
  • MassasMassas
  • PeixesPeixes
  • Frutos do marFrutos do mar
  • QueijosQueijos

Melhor custo/benefício

Quantidade
Vendido e entregue por: Sonoma Market

Teor Alcoólico

12.50%

Descanso

15 min

Temperatura

12.00 °C

Uva/Corte

  • Chardonnay

Sobre o produto

Este Coteaux Champenois foi feito pela espetacular família Lelarge-Pugeot exclusivamente com uvas garimpadas de Côte des Glaises, lieu-dit com solos formados de argila e marga nos arredores de Vrigny.

Proveniente de vinhedos orgânicos e biodinâmicos com 30 anos de idade, foi vinificado espontaneamente apenas com o uso de leveduras indígenas e sem adição de insumos enológicos.

É um 100% Chardonnay que foi fermentado com as cascas em carvalho novo, ganhando tonalidade laranja. Sem qualquer sulfito adicionado, foi engarrafado sem filtrar e permaneceu em contato com as borras por três anos antes de ser comercializado.

O resultado é surpreendente e empolgante. O vinho tem nariz perfumado que remete a damasco, uva passa, zest de laranja, fava de baunilha, manteiga e brioche. Complexo e vivo, tem corpo médio e seco, com forte presença de frutas secas e acidez mineral exuberante. Seu final longo final deixa na boca o sabor de fruta cítrica com manteiga.

Um vinho com grande estrutura para harmonizar sushi de atum com foie-gras, ostras gratinadas ou steak tartare.

História

A história da família Lelarge-Pugeot com a vitivinicultura começa em 1799 quando Pierre-Henri Lelarge chega à cidade de Vrigny, em Reims, Champagne. Dois séculos e sete gerações depois, em 1983, Dominique Lelarge vai para a Borgonha estudar enologia e conhece sua esposa, Dominique Pugeot. Anos depois, o casal retorna a Vrigny, fundando oficialmente a Casa de Champagne Lelarge-Pugeot.

Em 1990, começam a transição para a viticultura orgânica, deixando de usar herbicidas, pesticidas e agrotóxicos na lavoura. Conquistam a certificação em 2010 e quatro anos depois transformam-se em biodinâmicos, passando também a vinificar seus vinhos de forma 100% natural, sem o uso de insumos enológicos e leveduras.

Desde 2010 a família Lelarge-Pugeot vêm trabalhando a Pinot Meunier como principal uva e a exaltando em seu melhor terroir: Reims. Atualmente, a sétima e oitava geração da família trabalham juntas à frente dos negócios, desde o cultivo das uvas até a produção dos vinhos e sua comercialização.

Whats App Message