PASO A PASO LAS CRIOLLAS DE DON GRACIANO BRANCO 2019

Mendoza, Argentina
Mendoza, Argentina

PASO A PASO LAS CRIOLLAS DE DON GRACIANO BRANCO 2019

Um vinho laranja elaborado pelo inusitado corte de Criolla Grande, Moscatel Rosado e Torrontés com corpo e porte incríveis para compor a mesa!

Selos e premiações

  • AD 90

Harmonize com

  • CarnesCarnes
  • PeixesPeixes
  • Frutos do marFrutos do mar
  • QueijosQueijos

Melhor custo/benefício

Quantidade
Vendido e entregue por: Sonoma Market

Teor Alcoólico

11.90%

Descanso

15 min

Temperatura

12.00 °C

Uva/Corte

  • Torrontes
  • Criolla Grande
  • Moscatel Rosado

Sobre o produto

Foi a partir do inusitado corte de Criolla Grande, Moscatel Rosado e Torrontés, nascidas em solo franco argiloso e arenoso a 700 metros de altitude em San Martín, Mendoza, que Norberto Páez e Sebastián Bisole deram vida a este autêntico laranja.

As variedades crioulas foram cofermentadas, 50% com cascas, apenas com leveduras indígenas, e o vinho não foi filtrado nem recebeu sulfitos. “Bem feito em seu estilo rústico”, avalia a Revista Adega, que agraciou o vinho com 90 merecidos pontos.

O vinho tem nariz herbáceo, frutado e frutado: gramínea, bouquet-garni, melão, manga e lírio seduzem o nariz. Na boca, é suculento e picante, com sabor intenso de frutas e ervas, além de textura cerosa, acidez acentuada e taninos finos e delicados, mas presentes.

Este certamente não é daqueles brancos para refrescar à beira da piscina, mas um vinho com porte para a mesa. Pede por uma saborosa truta defumada com purê de abóbora, um steak tartare ao molho de alcaparras ou um queijo maturado.


90 pontos - Revista Adega

Bem feito em seu estilo mais rústico, com frutas brancas e vermelhas frescas seguidas de notas terrosas, florais e de ervas, tudo apoiado por acidez refrescante e textura firme. Tem corpo e final médios, com toques cítricos e de pêras.

História

Dois amigos, engenheiros, agrônomos e enólogos, Norberto Páez e Sebastián Bisole, quiseram embarcar na aventura de criar seu próprio vinho.

Graduados no Liceo Agrícola Enológico e na Facultad de Ciencias Agrarias de la UNCuyo, tiveram como fonte de inspiração os processos de vinificação ancestrais para trabalhar seu próprio projeto.

O mundo do vinho os vê caminhar “passo a passo”, viajando a longos passos vigorosos.

Em 2010 foram surpreendidos pela natureza ao se depararem com um vinhedo em El Cepillo, San Carlos, que tinha vinhas de Bonarda de 72 anos de idade. E, a partir dessa descoberta, decidiram incluir em seu projeto, além do Malbec, a elaboração do Bonarda, um vinho que mais tarde obteve uma medalha de prata no concurso "Bonarda Argentina 2015".

Alykhan Karim

Curador(a)

Alykhan Karim
Whats App Message