Kit Caixa Mista Casa da Passarella “A Descoberta” Dão

Dão, Portugal
Dão, Portugal

Kit Caixa Mista Casa da Passarella “A Descoberta” Dão

Branco, rosé e tinto do Dão, a “Borgonha portuguesa”. São vinhos jovens, sem barrica e que expressam com pureza a tipicidade da região com a assinatura de um dos maiores enólogos de Portugal.

Harmonize com

  • AvesAves
  • CarnesCarnes
  • NutsNuts
  • PeixesPeixes
  • VegetarianosVegetarianos

Melhor custo/benefício

Personalizar Kit Caixa Mista Casa da Passarella “A Descoberta” Dão
CASA DA PASSARELLA “A DESCOBERTA” COLHEITA BRANCO 2021   + R$ 129,36
CASA DA PASSARELLA “A DESCOBERTA” COLHEITA TINTO 2019   + R$ 129,36
CASA DA PASSARELLA “A DESCOBERTA” COLHEITA ROSADO 2022   + R$ 129,36

* Campos Obrigatórios

Sua personalização
Kit Caixa Mista Casa da Passarella “A Descoberta” Dão
Kit Caixa Mista Casa da Passarella “A Descoberta” Dão

Em estoque

Quantidade

R$ 776,16

Resumo
    Vendido e entregue por: Sonoma Market

    Uva/Corte

    • Alfrocheiro
    • Encruzado
    • Verdelho
    • Malvasia Fina
    • Jaen
    • Tinta Roriz
    • Touriga Nacional

    Sobre o produto

    Este kit contém 2 unidades do Casa da Passarella “A Descoberta” Colheita Branco 2021; 2 unidades do Casa da Passarella “A Descoberta” Colheita Rosado 2022; e 2 unidades do Casa da Passarella “A Descoberta” Colheita Tinto 2019.

    Uma linha de vinhos nascidos de um mistério. Ou melhor, de uma caixa misteriosa. A história centenária da Casa da Passarella, na Serra da Estrela, no Dão, guardava até os anos 1940 um segredo: uma caixa escondida dentro de uma das paredes da casa vinícola, pelos seus antigos proprietários, foi encontrada. 

    Nela, havia um documento escrito à mão com instruções para ser aberta 50 anos mais tarde. Só em 2010, quando a Casa passou por reformas e a caixa foi encontrada, descobriu-se seu conteúdo: nada.

    O mistério fora desvendado em forma de poesia, quando especialistas entenderam que a caixa estava, na verdade, impregnada de “uma essência extraordinária que haveria de trazer a felicidade através do vinho a todos os que dela fizessem arte e proveito."

    A descoberta, portanto, era o elixir da tradição com a qual Passarella fermenta seus vinhos. Esta linha foi criada justamente para mostrar como esta tradição, muitas vezes invisível aos olhos, se materializa na qualidade de seus vinhos, reunidos aqui.

    O Casa da Passarella “A Descoberta” Colheita Branco 2021 é feito num corte de Encruzado, Malvasia Fina e Verdelho, vinificado apenas em cubas de aço inox com batonnage. É um vinho amarelo palha, com aromas frescos de alecrim, sálvia, limão siciliano e toranja. Tem paladar elegante e bem equilibrado, com acidez cítrica e final longo. Um vinho para acompanhar as comidas do mar.

    Já o Casa da Passarella “A Descoberta” Colheita Rosado 2022 é um rosé leve e refrescante, originado a partir do corte de Touriga Nacional e Tinta Roriz. Maracujá e manga combinam-se a cerejas no nariz, ganhando acidez vibrante e leveza deliciosa no paladar. Aposte na companhia de queijos e saladas.

    Por fim, o Casa da Passarella “A Descoberta” Colheita Tinto 2019, resultado do corte de Touriga Nacional, Jaen e Alfrocheiro, é jovem e generoso, que entrega amoras, morangos e framboesas maduras. Revela boca sem arestas, com corpo médio, acidez agradável e taninos redondos. Vai bem com carnes leves, sanduíches ou queijos sortidos.

    História

    A Casa da Passarella foi fundada em 1892, antes, portanto, da demarcação da região do Dão, em 1908. Localizada em Lagarinhos, no sopé da Serra da Estrela, pertence ao empresário português Ricardo Cabral e tornou-se uma das mais emblemáticas vinícolas de Portugal. 

    São produzidas três linhas de vinhos: Somontes, Casa da Passarella e Villa Oliveira. O primeiro registro de engarrafamento dessa vinícola é de um vinho da marca Villa Oliveira, com data de 1893. 

    Essa marca esteve durante algumas décadas fora do circuito comercial, sendo resgatada em 2009 como forma de homenagear a história e o patrimônio da vinícola. 

    O Villa Oliveira Touriga Nacional 2011 foi eleito o Melhor Vinho de Portugal de 2017 e o melhor varietal, pela Wines of Portugal. 

    Desde 2008, essa vinícola está sob o comando do enólogo Paulo Nunes, que tem feito um trabalho brilhante na elaboração de vinhos que se destacam pelo frescor, pelo caráter mineral e pela longevidade. 

    No início de 2020, Paulo Nunes recebeu o prêmio de "Melhor Enólogo de 2019", concedido pela Revista de Vinhos de Portugal. Ele já havia sido eleito o "Enólogo do ano de 2017", pela revista Vinho Grandes Escolhas, de Portugal.

    Whats App Message