SANTA MARGHERITA LAMOLE DI LAMOLE CHIANTI CLÁSSICO 2014

Toscana, Itália
Toscana, Itália

SANTA MARGHERITA LAMOLE DI LAMOLE CHIANTI CLÁSSICO 2014

Chianti elegante e cheio de fruta plena, nascido em um dos melhores terroirs da Toscana

Selos e premiações

  • Signature
  • JS 91
  • WS 91

Harmonize com

  • CarnesCarnes
  • MassasMassas

Melhor custo/benefício

Quantidade
Vendido e entregue por: Sonoma Market

Teor Alcoólico

13.00%

Descanso

30 min

Tempo de Barrica

12 meses

Temperatura

15.00 °C

Uva/Corte

  • Sangiovese

Sobre o produto

Um tinto de 100% Sangiovese plantada no pequeno Vale di Lamole, nas colinas de Greve, coração da região de Chianti Clássico.


Aqui se faz vinho desde o império Romano. Por séculos estas colinas foram consideradas o terroir mais valioso da itália para a produção de vinhos. Controladas e reverenciadas pelos Florentinos, a Sangiovese de Greve e Panzano foi exportado para toda europa como o principal tinto nobre da Itália, até o mapeamento dos crus de Barolo DOCG uns 150 anos atrás e o surgimento do Brunello di Montalcino nos anos 70’s do século passado.


Os Chianti Clássicos do vale Lamole são considerados até hoje entre as melhores expressões da uva Sangiovese, peso-pesados como Fontodi e Felsina possuem vinhedos neste vale.


A Santa Margherita produziu em 2014 um Chianti Clássico da Lamole que é elegante e vivaz, cheio de frutas vermelhas como cereja e morango, notas de chão de floresta após a chuva e couro novo e toques ferrosos e minerais, nuances que são a marca da Sangiovese nesta região.


Após 12 meses de envelhecimento em barrica de carvalho, entrega maciez e boa estrutura, o suficiente para harmonizar com uma bisteca fiorentina (ou ojo de bife) ou um cordeiro na brasa. Pode também considerar uma pizza margherita da Carlos (melhor pizzaria de São Paulo!) ou uma lasagna de beringela e grana padano.


91 Pontos - James Suckling - “Aromas de cerejas e framboesas. Notas florais também. Corpo médio, oferece lindos taninos e um final de boca delicioso. Excelente pela safra. Para tomar agora.”


91 Pontos - Wine Spectator

História

O potencial de produção do Vale Lamole, agora um vilarejo de Greve in Chianti, foi descoberto pelos romanos, que estabeleceram vinhedos e olivais nas colinas altas que reconheceram como país agrícola ideal.


O local pitoresco, com vista para o Mar Tirreno, é caracterizado por um anfiteatro natural que é protegido pelo Monte San Michele ao norte e exposto a longas horas de luz solar.

Na Idade Média, a produção de vinhos aqui se tornou tão importante que Lamole foi protegido por um castelo construído pela família Florentine Gherardini em 1350, cujas extensas ruínas ainda podem ser vistas hoje.


Essa tradição de qualidade, claramente exemplificada no complexo sistema de terraços, continuou nos séculos seguintes e, nos anos 1800, Lamole foi citado em publicações contemporâneas como um dos berços do belo Chianti.


Quando a propriedade foi comprada pelo Santa Margherita Wine Group em 1993, começaram imediatamente os trabalhos de recuperação das vinhas antigas, restaurando suas características originais. Os terraços abandonados foram reconstruídos à mão e a qualidade da produção de vinho melhorou drasticamente.

Alykhan Karim

Curador(a)

Alykhan Karim
Whats App Message